CVG-SP empossa nova diretoria

A nova diretoria do CVG-SP foi empossada no dia 14 de março, em cerimônia realizada no auditório do Museu da Imagem e do Som (MIS), com a presença de convidados e autoridades. No comando da entidade pelo próximo biênio (2013/2014), Dilmo Bantim Moreira contará com o apoio dos vice-presidentes Márcio Magnaboschi e Alexandre Crozato Carvalho e dos demais membros da diretoria, no propósito de promover o desenvolvimento dos profissionais do setor, por meio da oferta de cursos, e de fomentar a melhoria das práticas. O presidente recém-empossado destacou, ainda, a disposição da nova diretoria em fortalecer a interação com as demais entidades do setor.
“Esses objetivos, que representam a essência do nosso CVG-SP, e que juntos se transformam em instrumentos de valorização da nossa profissão, são alavancas que nos fazem extrapolar o círculo dos nossos interesses particulares para poder assim contribuir com o mercado de seguros e com a sociedade”, disse Dilmo Moreira em seu discurso de posse. Segundo ele, estas são as razões, também, que o levaram a aceitar o convite para presidir a entidade. “É uma maneira de poder retribuir o privilégio que tive, por meio do CVG-SP, de me beneficiar do farto conhecimento dos seus membros, que contribuíram e continuam contribuindo para a minha formação profissional e pessoal”, acrescentou.
Dilmo Moreira relatou que ingressou no CVG-SP oito anos depois de ter iniciado carreira no setor de seguros. Desde então, participa há 21 anos da entidade, ocupando cargos em nível de diretoria sem diversas gestões. Na última gestão, na qual atuou como vice-presidente, disse ter percebido que deveria se preparar para fazer ainda mais pela entidade diante da possibilidade de vir a exercer a presidência.  “Entendo que esse preparo se traduz na manutenção de querer aprender, porque estamos no mundo para evoluir, superar obstáculos e desenvolver potencialidades para crescer sempre. Tudo isso pressupõe esforço, dedicação e muito trabalho”, afirmou.
O dirigente agradeceu aos conselheiros do CVG-SP presentes à cerimônia, às seguradoras beneméritas da entidade e, em particular, à American Life, empresa na qual atua como gestor de Produtos, pelo apoio. Demonstrando sua disposição para o trabalho, o presidente recém-empossado antecipou a divulgação de dois importantes eventos do CVG-SP para os próximos meses. Segundo ele, em 10 de abril, a entidade receberá o novo presidente da Federação Nacional de Previdência e Vida (Fenaprevi), Osvaldo do Nascimento, e em 22 de maio, o novo presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros (CNseg), Marco Rossi.

Despedida de Bertacini
Durante a transmissão de cargo ao novo dirigente, Osmar Bertacini, que presidiu o CVG-SP nas últimas duas gestões, manifestou o sentimento conflitante entre a felicidade do dever cumprido e a tristeza de deixar o comando da entidade pela qual nutre admiração e carinho. De posse de uma longa lista de agradecimentos, ele aproveitou a ocasião para retribuir o apoio de todos que colaboraram com a sua gestão: autoridades, diretoria,imprensa de seguros, entidades, como o  Sincor-SP, Sindseg-SP e o Sindicato dos Securitários, e, ainda, a gerente do CVG-SP Lucia Gomes, pelo “brilhantismo e profissionalismo”, e a jornalista da entidade, Márcia Alves.
No balanço dos quatro anos de mandato, Bertacini contabilizou sua participação em 244 eventos, dos quais 25 promovidos pelo CVG-SP e 198 pelo setor de seguros, além da visita a 21 cursos de formação profissional realizados pela entidade, pelo qual passaram 1.095 alunos. “Três fatos importantes marcaram minha gestão: o CVG-SP comemorou 30 anos, eu completei 50 anos de carreira e 70 anos de idade. Estou muito feliz e posso dizer que sou abençoado por Deus”, disse.

Importância do CVG-SP
Entre as autoridades do setor que compuseram a mesa, o presidente do Sindseg-SP, Mauro Batista, comentou sobre o resultado do trabalho do CVG-SP, na valorização do seguro, por meio da “formação de profissionais e do debate de teses”. Mario Sergio, presidente do Sincor-SP, lembrou a Dilmo Moreira que a responsabilidade de conduzir a entidade não era somente sua, mas de todos. Representando a Fenaprevi, o diretor Renato Bueno Terzi, destacou a importância do CVG-SP no momento atual em que o crescimento da classe média tem provocado o aumento do consumo dos produtos de vida e previdência.

 

A.C.
Revista Apólice

Adicionar novo comentário

 

NEWSLETTER